preloader

RESIDENCIAIS

  • STATUS: Em desenvolvimento
    ANO: 2012
    ÁREA CONSTRUÍDA: 978,26M²
    CLIENTE: Particular
    LOCALIZAÇÃO: Nova Lima / MG
    PREMIAÇÕES:
    PARCERIA:
  • O partido arquitetônico foi definido a partir da forte relação do terreno com seu entorno e da complexidade do programa e topografia do terreno. Buscou-se tirar o máximo proveito das belas vistas e panoramas criando-se um rico jogo de visadas, onde os volumes se abrem orientados para a paisagem. O olhar do morador é lançado à amplitude do horizonte proporcionando a fruição de todo o entorno e a relação deste com a volumetria marcante da casa.

    A volumetria foi definida em grande medida pelo limite altimétrico. A solução encontrada foi o escalonamento dos volumes para também equalizar fatores como área restrita, declividade e forma irregular do terreno. Esses condicionantes conduziram para distorções e sobreposições de fortes volumes, articulados por um núcleo de circulação vertical. Um pequeno pátio interno entre os pavilhões íntimo e social, articula e ao mesmo tempo separa os usos, além de criar um ambiente mais introspectivo como um átrio, ambientado por jardins contemplativos. A proximidade com os quartos e as amplas aberturas instigam o morador ao contato com os jardins através da circulação da área íntima, que funciona como uma grande varanda.

    O pavilhão social se implanta estrategicamente no nível mais alto do terreno, possibilitando uma vista com quase 360º de horizonte. As melhores visadas, leste e oeste são exploradas ao máximo criando enquadramentos da paisagem através do grande cômodo que abriga o programa social. A integração entre as funções lazer, estar e cozinhar se dá pela piscina em forma de “L” e pela varanda que se abre para o terraço jardim criado sobre o volume da área íntima. Criou-se assim um generoso quintal gramado com integração total com os ambientes do pavilhão social, como um grande adro para acolher as festividades e celebrações.

    Formalmente a edificação pousa e ao mesmo tempo é extraída do próprio solo ganhando força expressiva e distinção da construção na paisagem. Optamos por diferenciar a arquitetura com materiais que reforçassem os volumes que estão acima do solo, e ao mesmo tempo, tratar materiais que remetessem às minas gerais através do uso de pedras, pisos de cimento queimado e madeira, conferindo, contudo, um tratamento contemporâneo.